Histórico da Unidade de Jussara

A criação de uma Faculdade em Jussara antecede ao plano de governo que a institucionalizou., pois conforme registro, o desafio de implantar nesta cidade uma escola de nível superior para atender às necessidades da população vem se arrastando desde a década de 80. Em 23 de setembro de 1985, a Assembléia Legislativa do Estado de Goiás sancionou a Lei 9.777 de 10 de setembro deste mesmo ano que dispõe sobre a criação de Autarquias (art. 136 da lei 8.780 de 23 de janeiro de 1980) em vários municípios, dentre eles o de Jussara.

Em 16 de abril de 1986, foi criada a Faculdade de Ciências e Letras de Jussara pelo decreto n 2.578, sob a forma de autarquia. No artigo 20, deste mesmo decreto, a autarquia ora, criada, fica jurisdicionada à Secretaria de Estado da Educação.

Dentre outras autarquias, a Faculdade de Educação Ciências e Letras de Jussara tem por objetivo a formação de professores, o desenvolvimento de pesquisas, bem como o de ministrar o ensino nos diferentes níveis, sobretudo o de graduação e pós-graduação.

Em 1° de outubro de 1998, o governador Marconi Ferreira Perillo Júnior, autorizou o funcionamento dos cursos de Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Português/Inglês e Licenciatura Plena em História pelo decreto 4.959, conforme consta no processo n. 12967823 e nos termos do artigo10, Inciso IV da Lei Federal n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

Sendo assim, em dezembro de 1998, realizou-se o 1° vestibular da FECLIJUS, Faculdade de Ciências e Letras de Jussara, oferecendo 40 vagas para o curso de História e 40 para o curso de Letras, organizado pela professora Rita de Cássia Boaventura Borges, a primeira diretora nomeada (portaria n. 1585/96) desta Faculdade. Entretanto , a efetivação das matrículas dos acadêmicos aprovados foi organizada pelos professores; José Antônio Moiana (Diretor Educacional), Will Marques Vitor de Paula (Secretário Geral) e pela professora Selma Regina Assis (Secretária Acadêmica). O primeiro semestre funcionou na Escola Estadual Gercina Borgues Borges Teixeira. Em agosto de 1999, houve a transferência para a sede Própria da UEG, a qual se encontrava na fase final de sua construção. Em dezembro deste mesmo ano foi autorizado o funcionamento do curso de Matemática pelo 5.355 de 30 de janeiro de 2001. A partir de então, o processo seletivo dos cursos regulares para a Unidade de Jussara passou a contar com 120 vagas.

Ao tomar posse, o então governador retoma uma proposta antiga de promover reformas administrativas que viabilizassem um governo dinâmico e que atendesse às reais necessidades do povo goiano. Essas reformas possibilitaram a organização de uma estrutura administrativa para o Estado de Goiás, extinguindo determinados órgãos e secretarias, no entanto, criando outras mais inovadoras e promissoras.

A criação desta Unidade Universitária em 1999, além de ampliar o número de vagas nos cursos regulares de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão representou para a população goiana, bem como para Mato Grosso Goiano, a abertura de novas possibilidades no que se refere aos aspectos econômicos, sociais e principalmente intelectuais. Essas políticas de governo colocou o estado em um patamar de igualdade frente aos demais estados mais desenvolvidos do país.

A Unidade Universitária de Jussara hoje conta com 444 (quatrocentos e quarenta e quatro) alunos matriculados. Nos cursos regulares de História temos 134 alunos matriculados, Letras conta com 144 alunos, Matemática conta com 126 alunos e Licenciatura Parcelada de Educação Física com 36 alunos. Há um corpo de funcionários administrativos e professores que juntos constroem passo a passo a história desta Unidade Universitária.

Prof. MS. Leandro Rocha Resende

Diretor Educacional da UnU Jussara